Diretoria 2014-16 da ABRADi destaca 23 ações no 1º ano de gestão

7 de julho de 2015

[:en]

[:pt]

Na reunião executiva de maio foi apresentado o balanço da gestão 2014-2016 da ABRADi e o cumprimento das ações que nortearam o plano estratégico e ratificam o compromisso da diretoria eleita de promover o desenvolvimento do mercado digital brasileiro.

Andamento ProjetoOs resultados apontam para uma entidade fortalecida, que vem criando oportunidades de expansão dos negócios para os associados, acordos para redução de custos das empresas, ampliação do conhecimento de mercado e consolidação dos laços institucionais com outras entidades nacionais e internacionais.

No balanço foram apresentadas as 23 ações da entidade em 13 áreas distintas no 1º ano de gestão. As atividades já consolidadas, como pesquisa de mercado via Censo Digital foram ampliadas e na última edição foi mapeado o grau de internacionalização dos agentes digitais. Uma novidade foi a pesquisa que identificou o grau de empreendedorismo produzida pelo Comitê de Empreendedorismo. Outra novidade é a pesquisa “Digital de Confiança” que vai apontar o NPS (Net Promoted Score) do setor e dos agentes digitais. Essa última, uma parceria da ABRADi com a revista Negócios da Comunicação, que será aplicada em 2015 com divulgação para o 1º semestre de 2016. Além disso, a entidade se mudou para uma nova sede e a constituiu de quatro comitês: regionais; empreendedorismo; inovação e eventos.

Para o presidente da entidade, Anderson de Andrade o destaque deste ano de gestão de sua diretoria foi o acordo entre a ABRADi e a Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro). No acordo, os valores referenciais dos serviços de comunicação digital serão elaborados em conjunto pelas duas entidades. O estado de Santa Catarina foi escolhido como “mercado-teste” e os novos valores foram divulgados para mercado e imprensa. “Os resultados foram tão positivos que com esta referência, as demais regionais estão trabalhando em conjunto para lançamentos em outros estados brasileiros”, apontou Anderson. As regionais Minas Gerais e São Paulo já trabalham nos estudos dos valores regionais.

O amadurecimento dos players digitais brasileiro vai proporcionar a ampliação de mercado, através da internacionalização desses agentes.  O projeto, ainda em elaboração, deverá mapear oportunidades de negócios internacionais, além de capacitar os associados para o novo mercado.

Caberá ainda a ABRADi continuar dando suporte aos órgãos públicos para a contratação de serviços digitais, sempre utilizando como base o edital referencial SECOM – Presidência da República. No último ano, a ABRADi trabalhou junto aos órgãos públicos INCRA,  TRT,  ANA, Ministério Público, Governo de Pernambuco, Santa Catarina e Prefeitura de São Paulo na estruturação de seus editais de contratação de serviços digitais.

Outras ações do 1º ano de gestão que foram destacados:

  • Mapa de Players de Social Media;
  • Acordo com IAB Brasil para divulgação de Cursos Técnicos online;
  • Avanço sobre novo modelo de contribuição já implementado com sucesso em SC;
  • Mudança no processo de ativação de novos associados;
  • Revisão e formalização dos convênios;
  • Avanço no programa de regularização de softwares com ADOBE;
  • Melhoria dos processos de comunicação da entidade

[button shape=”rounded” size=”regular” float=”right” href=”http://rd.abradi.com.br/relatorio-gestao-1-2014a2015″ title=”Receber Relatório” target=”blank” info=”none” info_place=”top” info_trigger=”hover”]Receber relatório[/button]

[:es]

[:]